ASTECA


Chapa apoiada pela CUT vence eleições da Apeoesp


Categoria reafirma continuidade do projeto de luta contra a retirada de direitos; professora Bebel Noronha é reeleita presidenta

Por: Administrador - Publicação: 29/05/2017

Por Rafael Silva/ CUT São Paulo

 

Terminou na noite deste sábado (27) a apuração das eleições para renovação da diretoria e do conselho de representantes do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp). Com 52% dos votos, a Chapa 1 - Unidade da Categoria, composta por representantes da CUT e da CTB, obteve maioria da direção, e a professora Maria Izabel Noronha, a Bebel, foi reeleita como presidenta da entidade. 
 
A apuração teve início no mesmo dia da votação, na última quinta-feira (25), no centro de São Paulo e, segundo a Comissão Eleitoral, não houve o registro de ocorrências graves em todo o processo. Quase 60 mil professores, na ativa e aposentados, participaram.
 
Como a direção da Apeoesp é composta proporcionalmente pelo número de votos de cada chapa, desde que tenha o mínimo de 20% dos votos, a Chapa 1 terá a maioria dos cargos.
 
Três chapas participaram do pleito que escolheu a direção para o mandato que seguirá até 2020. Além da Chapa 1, concorreram a Chapa 2 - Educadores em Luta, encabeçada pelo PCO e que obteve 8%, e a Chapa 3 - Oposição Unificada, formada pela Intersindical, CSP-Conlutas e outros grupos, que teve 37%. Brancos e nulos somaram 3%.
 
Passado o pleito, a direção reeleita quer a categoria unida e mobilizada na defesa de uma educação pública e de qualidade, e a luta pela saída do presidente golpista Michel Temer (PMDB), junto à realização de eleições diretas e o fim das reformas que atacam os trabalhadores. 
 
"Nossa vitória representa um momento importante de fortalecimento do nosso sindicato, numa conjuntura complexa e repleta de desafios. Votando na Chapa 1, a categoria reafirma seu compromisso com a defesa da democracia, contra o golpe e os retrocessos, no Brasil e no estado de São Paulo", diz Bebel.
 
Presidente da CUT-SP, o professor Douglas Izzo fala que a vitória fortalece a Central no momento delicado do país. “A Apeoesp tem feito um duro enfrentamento ao governo do estado, conquistando várias vitórias para o conjunto dos professores. Não tenho dúvida que a nova diretoria continuará na defesa intransigente dos direitos dos trabalhadores e da educação pública e de qualidade. Esse resultado também fortalece a CUT na luta contra o retrocesso que estamos vivenciando no Brasil”, afirma. 
 
Bandeiras de luta
A Apeoesp é considerada um dos maiores sindicatos da América Latina, com 180 mil sócios representados em 93 regiões do estado de São Paulo, onde mantém 10 subsedes na capital, 17 na Grande São Paulo e 66 no Interior.
 
No atual mandato, encabeçado pela CUT, a entidade conquistou, com apoio da categoria, o pagamento integral dos 92 dias parados na greve de 2015; o maior concurso da rede estadual de ensino, com 59 mil vagas e a efetivação, até o momento, de mais de 40 mil professores e professoras PEB II (Ensino Fundamental anos finais e Ensino Médio), além da incorporação de todos os abonos e gratificações ao salário base, entre outros direitos alcançados para a categoria.
 
Também esteve na luta contra a reorganização escolar do governo de Geraldo Alckmin (PSDB), mobilização que contou com protagonismo dos estudantes e da comunidade escolar, em 2015, que ao ocuparem escolas impediram, à época, o fechamento de pelo menos 94 escolas

Agência de notícias da  FEM-CUT/SP
imprensa@fem.org.br

Jornalista responsável: Marina Selerges

Siga-nos: www.twitter.com/femcut
Facebook: www.facebook.com/fem.cutsp

Fonte: FEM CUT SP

Comentários