ASTECA


CUT conquista sindicatos e cresce no Estado de São Paulo


Novas disputas irão acontecer neste mês em diferentes categorias

Escrito por: Vanessa Ramos e Rafael Silva - CUT São Paulo • Publicado em: 15/05/2017 - 11:35 • Última modificação: 15/05/2017 - 15:47

 

O primeiro quadrimestre de 2017 traz como resultado o crescimento da base cutista no estado de São Paulo. Entidades sindicais permaneceram na CUT em disputas eleitorais realizadas e novos sindicatos abraçaram o projeto político da Central que hoje lidera o índice de representatividade dos trabalhadores brasileiros.

Uma das recentes disputas foi a do Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e região A vitoriosa Chapa 1 recebeu 78,76% dos votos, colocando a bancária Ivone Silva à frente da presidência, em uma eleição que contou com a participação de mais de 23 mil trabalhadores, entre os dias 25 e 28 de abril. O percentual de votos nulos foi de 1,79% e de 1,19% em branco.

“O mês de abril em especial foi de muita luta e batalha. A CUT ousou, foi pra cima de seus adversários, logrando êxito e fortalecendo, assim, o projeto organizativo da entidade”, afirma o secretário de Organização da CUT São Paulo, Hélcio Marcelino.

Contra a Força Sindical, em 6 de abril a Chapa 2 da CUT venceu com 54% dos votos na eleição do Sindicato dos Metalúrgicos de Araras, com o lema  “Renovação e Democracia”. Foi eleito Luiz Carlos Acácio Proni como presidente.

No ABC, a nova direção do Sindicato dos Funcionários Públicos de Diadema foi eleita no dia 7 de abril, para o mandato de 2017 a 2020.  A Chapa 1 foi eleita por 92,3% dos votos válidos, com José Aparecido da Silva à frente da entidade.

Também no ABC, o secretário-geral do Sindicato dos Metalúrgicos, Wagner Santana, o Wagnão, foi eleito com 93,8% dos votos válidos para presidir a entidade no triênio 2017-2020 junto à chapa para o Conselho da Executiva da Direção e o Conselho Fiscal. O comparecimento dos trabalhadores aptos a votarem foi de 73%, com 21.861 eleitores. A eleição ocorreu nos dias 18 e 19 de abril e a posse da nova direção será no dia 19 de julho.

No Sindicato dos Médicos de São Paulo (Simesp), Eder Gatti Fernandes foi eleito como presidente da entidade para a gestão 2017-2020, na Chapa 1 cutista disputada de 10 a 13 de abril e que ganhou com 71% dos votos válidos.

Março aguerrido

Nos dias 2 e 3 de março, motoristas e cobradores elegeram com 60% dos votos a Chapa 1 da CUT na eleição dos Condutores Rodoviários do Vale do Paraíba. A entidade tem 14 mil trabalhadores e trabalhadoras em sua base, dos quais sete mil são sindicalizados.

Em duas eleições acirradas realizadas em março, a base do Sindicato dos Funcionários do Sistema Prisional do Estado de São Paulo (Sifuspesp) votou na Chapa 1 com o lema “Mudar para Lutar”. O agente penitenciário Fábio Jabá é o novo presidente da entidade. A nova diretoria tomou posse dia 11 de abril.

Já em Sorocaba, a Chapa 1, liderada por Leandro Soares, foi eleita para dirigir o Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região de maio deste ano até maio de 2020. Foram 11.289 votos dos 11.625 trabalhadores da categoria, distribuídos nas cerca de 300 empresas da região, que votaram.

No início de maio, os trabalhadores nas empresas auxiliares Tri-Star, Swissport, Proair/Protege, Orbital, ISS, Sata, Top Liyne entre outras, no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, escolheram a chapa “Em defesa dos Auxiliares” para a nova diretoria do Sindicato dos Trabalhadores Aeroviários em Empresas Auxiliares de Guarulhos (Sintaag/CUT). Encabeçada pelo atual presidente Jorge Dardis, a chapa era única e venceu com 1.004 votos. 

Eleições vêm por aí

O Sindicato Nacional dos Aeroportuários (Sina) disputam eleição iniciada em 9 de maio e que seguirá até esta sexta-feira (12). A eleição será com chapa única, encabeçada pelo atual presidente da entidade, Francisco Lemos.

A Chapa 2 da CUT disputa com outra central o Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal de Campinas (STMC), em eleição que ocorre nos dias 17 e 18 de maio.

No dia 25 deste mês ocorrerá a eleição da nova direção do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp). A direção da CUT São Paulo já declarou apoio à Chapa 1 Unidade, que traz como lema a luta contra a reforma da Previdência, em defesa do salário e dos direitos da categoria.

Fonte: INFORMATIVO CUT BRASIL

Comentários