ASTECA


Cobradores de ônibus reagem contra ataques de Doria


Trabalhadores do transporte público de São Paulo realizaram assembleia sexta (9), em frente ao Sindicato, na Liberdade, para protestar contra a proposta do prefeito João Doria (PSDB) de acabar com a função de cobrador nos ônibus da Capital.

Os dirigentes criticaram o anúncio feito dia 6 pelo prefeito de que já existe projeto em curso para acabar "gradualmente" com os cobradores, remanejando esses profissionais para outras funções no sistema.

Francisco Xavier da Silva Filho (Chiquinho do Dieese), diretor do Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Rodoviário Urbano de São Paulo, disse à Agência Sindical que a categoria vai lutar, resistir e se unir para enfrentar a proposta. “O Sindicato vai agir com pulso firme em defesa do emprego e da função de cobrador. Ele vai ter muita dificuldade pra implantar esse projeto”, afirma.

Chiquinho denunciq que a fala do prefeito, que durante prometeu “promover” em massa os cobradores a motoristas, não é séria. "Se não vai haver aumento da frota, se não vão criar novos postos de trabalho, onde vamos colocar todos esses trabalhadores?", indaga.

Empregos - Para o sindicalista, João Doria tem cabeça de empresário e, assim como os empresários de ônibus, gostaria de retirar 19 mil trabalhadores do sistema. “Mas o Sindicato não negocia o emprego dos cobradores em hipótese alguma”, alerta.

Mais informações: www.sindmotoristas.org.br

Fonte: Repórter Sindical

Comentários